Por que há tantas vagas de trabalho e tantos programadores desempregados?

Há 2 anos aqui na Softblue, a gente vem estudando este fenômeno.

Pesquisando várias vagas de programadores no LinkedIn e em algumas empresas do mundo corporativo, portal de vagas, Catho e tantas outras especializadas em recrutar bons perfis para empresas grandes, notamos um fenômeno: não há profissionais qualificados. Saber programar NÃO é mais o diferencial.

Há mais de 13 milhões de desempregados no Brasil, mas no setor de tecnologia de informação sobram vagas. Falta mão de obra qualificada que preencha os requisitos para as vagas.

A estimava é que o mercado abra 70.000 vagas por ano até 2024 para profissionais diferenciados no mercado de tecnologia.

Você também não consegue uma vaga no mercado? Então vamos te dizer o que um profissional de Tecnologia de Informação precisa conhecer hoje para ser um profissional diferenciado:

 

  • Inglês fluente ou ler bem em inglês;
  • Ser pró-ativo e antenado no mercado da internet das coisas e novas tecnologias;
  • Conhecer e aplicar Metodologia Ágil (Scrum ou Kanban);
  • Conhecer gestão de projetos e ferramentas de acompanhamento e follow-up de demandas;
  • Saber programar e ter perfil Hands On (mão na massa);
  • Inovar nas soluções e ser um Solving Problem (resolver de problemas);
  • Saber trabalhar em grupo, ser organizado e ter follow-up tempestivo.

 

Como você deve ter percebido, saber programar (e bem!) não é mais um diferencial. Você precisa aprender outras habilidades (skills) comportamentais também.

Agora a escolha é sua. Vai continuar sendo o um programador do século passado ou vai adquirir novas habilidades e ser um profissional desejado, ganhando um salário de R$ 9 mil por mês ou mais?

PS: Nós fizemos esta Masterclass gratuita explicando como entrar no mercado sem diploma e sem faculdade. Nela temos um convidado especial que conta como ele fez pra sair do ZERO e ganhar R$ 8 mil por mês, além de passar a ser um profissional desejado pelo mercadoSe cadastre e assista à Masterclass gratuita neste link.

Sobre o autor

Carlos Tosin

Carlos Tosin

Carlos Eduardo Gusso Tosin é formado em Ciência da Computação pela PUC-PR, pós-graduado em Desenvolvimento de Jogos para Computador pela Universidade Positivo, Mestre em Informática na área de Sistemas Distribuídos, também pela PUC-PR. Trabalha profissionalmente com Java desde 2002 e possui 6 anos de experiência no desenvolvimento de sistemas para a IBM dos Estados Unidos, utilizados a nível mundial. Atua desde 2005 com treinamentos de profissionais em grandes empresas e escreveu diversos artigos para a revista Java Magazine. Possui as certificações da Sun (agora Oracle) SCJP, SCJD,SCWCD, SCBCD, SCEA, IBM SOA e ITIL Foundation.

Comment ( 1 )

  • RAMIRO PAMPONET

    Já fiz a minha matrícula! Não sou fluente em inglês mas sei ler e consigo “arranhar” na conversação. Como sou relativamente novo nessa área de programação, que é mais um hobbie (afinal de contas minha formação acadêmica é Farmacêutico-Bioquímico), não conheço muito sobre metodologias ágeis (SCRUM, por exemplo), apesar de já ter ouvido falar. Tá aí um bom tema para o próximo webinar (Metodologias ágeis), quem sabe um pouco de Design Patterns também.

Deixe uma resposta para RAMIRO PAMPONET Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *