Mito do Java #6: Java é difícil de aprender

Java é difícil de aprender“. Alguma vez você já pensou dessa forma? Se a sua resposta é SIM, não se preocupe, você não está sozinho. Infelizmente a linguagem Java tem essa fama de ser dificílima, só que isto não é verdade…

Veja, não estou dizendo que Java é fácil. Mas também não é essa dificuldade toda que as pessoas costumam achar. O Java é tão difícil quanto outras linguagens de programação, como C# ou Python. E pra deixar mais claro sobre o porquê das pessoas acharem que Java difícil, eu gravei um vídeo. Dá uma olhada:

 

 

Grande parte dos programadores que acham que Java é difícil normalmente não têm problemas com o Java propriamente dito. Na maioria dos casos a dificuldade maior é com os conceitos da orientação a objetos. E eu digo isso porque eu também passei por essa situação quando comecei a aprender Java.

Meu primeiro contato com Java na faculdade foi bastante problemático. Eu havia iniciado o aprendizado da orientação a objetos e simplesmente não entendia nada daquilo! E quando eu ia aplicar os conceitos de orientação a objetos nas aulas de Java, o resultado não podia ser pior… O resultado disso tudo é que eu peguei trauma de Java! Decidi que não queria mais ver o Java na minha frente.

Só que o mundo dá voltas, não é mesmo? E em 2002 eu entrei no meu primeiro estágio pra trabalhar com Java! Ainda traumatizado, resolvi começar a entender de vez como a linguagem funcionava. E nesse processo eu descobri que minha dificuldade era com a orientação a objetos, e não com a linguagem Java.

Nesse momento eu parei o que estava fazendo e fui estudar orientação a objetos por conta própria de novo, até aprender. E quando eu consegui entender, tudo mudou da água pro vinho! Na minha cabeça, o Java deixou de ser um trauma e passou a ser a melhor linguagem de programação do universo. E foi a partir desse ponto que a minha carreira decolou!

Eu estou te contando tudo isso pra você ver como a forma que você aprende algo pode ter impactos profundos e muitas vezes negativos na sua vida! Se hoje você é uma das pessoas que acha que Java é difícil ao extremo, será que o seu problema também não está na orientação a objetos?

No curso de Fundamentos de Java aqui da Softblue, que é voltado justamente pra quem está começando nesse universo do Java, eu tomo muito cuidado na forma como ensino a orientação a objetos. Eu não quero de forma alguma que meus alunos passem pelo trauma que eu passei.

E já que eu estou falando sobre Java e orientação a objetos, tenho um convite pra você!

Eu preparei uma aula gratuita chamada Usando Lego Para Dominar a Orientação a Objetos em Java 68x Mais Rápido. Em 1h de aula você vai entender tudo o que não entendeu em um semestre inteiro da faculdade estudando orientação a objetos. E eu vou fazer isso usando peças de Lego, que certamente é algo que você conhece bem 🙂

E relembrando: a aula é 100% grátis! Quer participar? Então clique aqui pra fazer sua inscrição.

Sobre o autor

Carlos Tosin

Carlos Tosin

Carlos Eduardo Gusso Tosin é formado em Ciência da Computação pela PUC-PR, pós-graduado em Desenvolvimento de Jogos para Computador pela Universidade Positivo, Mestre em Informática na área de Sistemas Distribuídos, também pela PUC-PR. Trabalha profissionalmente com Java desde 2002 e possui 6 anos de experiência no desenvolvimento de sistemas para a IBM dos Estados Unidos, utilizados a nível mundial. Atua desde 2005 com treinamentos de profissionais em grandes empresas e escreveu diversos artigos para a revista Java Magazine. Possui as certificações da Sun (agora Oracle) SCJP, SCJD,SCWCD, SCBCD, SCEA, IBM SOA e ITIL Foundation.

Comentários (3)

  • Paulo Franco

    ótimo comentário sobre o java,um dia irei estudar com voces. Sou um fã dos seus videos.

  • antonio

    Boa noite Carlos! é com muita alegria e esperança que pretendo aprender; java. Contando com seu apoio: Já ouvi antes de ver o vídeo que você gravou, foi muito proveitoso, como você conjugou as dificuldades de uma forma clara e objetiva; bola pra-frente.

Deixe uma resposta para antonio Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *