3 Motivos pra Você Aprender Java!

Desde o final de 2017, o Java vem passando por uma série de mudanças.

A primeira diz respeito à alteração no ciclo de liberações de novas versões(releases), que agora respeita um prazo fixo de 6 meses.

Esse fato por si só já garante uma grande agilidade na evolução da linguagem, e está alinhado com o que anda acontecendo no mundo da programação com outras linguagens que têm aparecido nos últimos anos.

E a segunda mudança está relacionada com o OracleJDK, que agora tem uma versão com suporte estendido (LTS – Long Term Support) cuja licença é paga!

Aliás, esse tema tirou o sono de muita gente, que começou a achar que o Java ia ser pago.

Mas isso não é verdade!

O Java continua gratuito e, se você usar o OpenJDK, você está livre de qualquer tipo de restrição e não precisa pagar absolutamente nada pra ninguém.

Eu estou citando estes fatos porque eles mostram que o Java está mudando, e vai ficar ainda melhor!

Por isso eu realmente acredito que o Java será a linguagem do ano em 2019!

 

 

Diante de tudo isso, vou trazer pra você 3 motivos pelos  quais você precisa aprender Java, a fim de ter sucesso na sua carreira como desenvolvedor.

Vem comigo então!

 

#1 – Um presente incrível; e um futuro muito promissor!

Java já é a linguagem de programação mais usada no mundo há tempos, de acordo com o ranking da Tiobe (www.tiobe.com).

Java também já é a linguagem com a maior comunidade de desenvolvedores no mundo.

Só que Java ainda tinha um grande problema: ele se movimentava como um elefante!

A evolução do Java sempre se deu a passos lentos

Novas versões saindo a cada 2 ou 3 anos

Mas agora isso mudou!

O desenvolvimento do Java não é mais feito pela Oracle, mas sim pela comunidade de software livre (open source) através do OpenJDK.

 

E a comunidade em torno do OpenJDK está realmente focada em fazer a evolução do Java ser ágil, a fim de de acompanhar a velocidade e o dinamismo que o mundo da programação exige neste momento.

E não é só isso…

Em 2018 a Oracle abriu mão também do desenvolvimento do Java EE (Enterprise Edition), e o entregou à comunidade de software livre também, mais especificamente à Eclipse Foundation.

Por questões comerciais de direito de marca, o Java EE vai passar a se chamar Jakarta EE, e desde já conta com um futuro promissor.

 

 

O Jakarta EE vai se beneficiar de todas as vantagens de ser um projeto tocado pela comunidade, que é quem sabe fazer a coisa acontecer e vai focar em inovação e agilidade.

Enfim, os últimos anos foram só de notícias boas EXCELENTES pro Java, e muita coisa boa deve acontecer daqui pra frente.

(é óbvio que nós aqui da Softblue estaremos de olho em tudo o que vai acontecer, e vamos contando pra você…)

 

#2 – Java morreu? Que nada… Está mais vivo do que nunca!

 

 

Eu tenho escutado nos últimos 10 anos alguns rumores indicando que o Java vai morrer

Talvez o Java seja a linguagem de programação com a morte mais lenta da história!

Sério…

Não sei de onde essa ideia veio, porque eu acompanho o mercado de Java há 17 anos (desde 2002) e durante todo esse tempo tenho visto exatamente o contrário.

Por exemplo, no ranking da Tiobe o Java lidera o mercado há anos!

Olha só a uma comparação do Java com outras linguagens de programação (dados de Jan/2018 a Jan/19)…

 

 

E não existe qualquer sinal de desaceleração do uso da linguagem…

Pelo contrário, olha só a matéria que a Computer World (computerworld.com.br) soltou recentemente:

 

 

Isso é fato: as empresas de médio e grande porte simplesmente AMAM o Java, por sua estabilidadesegurançamaturidade e capacidade de “aguentar o tranco” em qualquer tipo de situação.

Já o blog Geek Hunter (blog.geekhunter.com.br) publicou o isto aqui relacionado ao mercado de trabalho Java:

 

 

E pra confirmar essa informação, fiz uma pesquisa rápida no site da Catho (www.catho.com.br), uma das grandes empresas de RH do país, e encontrei salários pra desenvolvedores Java de até R$ 15.000/mês:

 

 

Ok… eu sei que apareceram novas linguagens de programação nos últimos anos…

Mas nenhuma delas tem a maturidade do Java, e nem de perto possuem os recursos que o Java possui.

Por isso o Java ainda é o queridinho das empresas, e vai ser ainda por muito tempo…

Sei também que muita gente argumentava que o Java estava ficando pra trás, justamente por caminhar como um elefante

Mas acabei de mostrar pra você que isso mudou.

Portanto, não vejo mais motivo nenhum pras pessoas falarem que o Java está morrendo ou caindo em desuso.

Pelo contrário: os fatos mostram que a linguagem Java tem um futuro incrível!

 

#3 – Existem MUITAS vagas e POUCOS profissionais…

Ao mesmo tempo que o mercado de Java está aquecido, com grande demanda por profissionais, falta gente pra preencher essas vagas.

Programador qualificado em Java é uma raridade no mercado.

(Agora você entende porque os programadores Java estão entre os mais bem pagos do Brasil, não é?)

Aqui na Softblue, desde 2009 nós temos treinado profissionais pro incrível mercado de Java do país, e já passaram pelos nossos cursos online de Java mais de 5.400 alunos.

E nesse tempo todo trabalhando com Java, ficou evidente pra mim que existem muito mais programadores que “dizem que sabem” do que programadores que realmente sabem o que estão fazendo!

Profissionais que aliam o conhecimento técnico do Java com um perfil voltado à proatividade e solução de problemas estão sendo DESESPERADAMENTE procurados pelas empresas.

Se você se desenvolver a ponto de ter este perfil, seu sucesso na carreira de Java é certo, pode acreditar!

 

E se eu ajudasse você agora…?

Um dos maiores obstáculos para quem está iniciando o aprendizado de Java é a dificuldade em entender e aplicar os conceitos da programação orientada a objetos.

E o que eu descobri nesses anos todos inserido no mundo do Java é que a forma como você aprende orientação a objetos é determinante na sua evolução dentro do Java!

Pensando nisso, eu preparei um treinamento onde vou te ensinar os principais conceitos da orientação a objetos (como classes, objetos, encapsulamento, herança e polimorfismo) usando peças de LEGO.

Isso mesmo: LEGO!

Tenho certeza que você já brincou de LEGO, ou pelo menos conhece, não é?

E o mais curioso é que o LEGO e a orientação a objetos têm uma série de similaridades, que eu exploro nesse treinamento.

O nome dele é: “Usando LEGO para Dominar a Orientação a Objetos em Java 68x Mais Rápido”.

Este treinamento é online, 100% gratuito e tem duração de apenas 1 hora.

E quando terminar, você vai dizer: “Carlos, aprendi em 1 hora mais do que em 1 semestre inteiro da faculdade!”.

Pode acreditar! 🙂

Clique aqui e reserve agora a sua vaga 100% gratuita.

 

Sobre o autor

Carlos Tosin

Carlos Tosin

Carlos Eduardo Gusso Tosin é formado em Ciência da Computação pela PUC-PR, pós-graduado em Desenvolvimento de Jogos para Computador pela Universidade Positivo, Mestre em Informática na área de Sistemas Distribuídos, também pela PUC-PR. Trabalha profissionalmente com Java desde 2002 e possui 6 anos de experiência no desenvolvimento de sistemas para a IBM dos Estados Unidos, utilizados a nível mundial. Atua desde 2005 com treinamentos de profissionais em grandes empresas e escreveu diversos artigos para a revista Java Magazine. Possui as certificações da Sun (agora Oracle) SCJP, SCJD,SCWCD, SCBCD, SCEA, IBM SOA e ITIL Foundation.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *